Como tirar CNPJ pela internet

Você deve saber como tirar CNPJ pela internet e usar a tecnologia a seu favor para ter bons resultados com seu negócio. Veja como fazer isso!
 Otávio Hoffmann  |      25/07/2022
Capas-artigos-CAD_19.jpg

Ter uma ideia de negócio é o primeiro passo para empreender. Depois disso, você deve saber como tirar CNPJ pela internet e usar a tecnologia a seu favor. Houve um tempo em que abrir uma empresa significava enfrentar horas e horas de burocracia com a Receita Federal, mas isso mudou. Agora você pode fazer tudo por vias digitais. Muito melhor, não é?

O CNPJ é o documento de identificação da empresa. Assim como o seu CPF garante que você existe perante a sociedade, esse registro prova a existência do estabelecimento. A única maneira de ter um negócio formalizado é tendo essas informações em mãos. É por isso que muitos empreendedores procuram como tirar CNPJ pela internet, sem precisar sair de casa. Com uma rotina cada vez mais agitada, tudo o que vier para agilizar é bem-vindo.

Para que serve o CNPJ?

O Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas é o número que a Receita Federal dá na abertura da empresa. Sem ele, o negócio não funciona. O CNPJ serve para a identificação, mas também permite que diferentes ações sejam tomadas, como a emissão de notas fiscais ou o pagamento dos impostos.

Tendo um CNPJ, a empresa consegue emitir a NF-e, abrir conta em bancos, realizar compras e contratar serviços. Ele é necessário tanto para empresas online quanto para os negócios físicos. Afinal, todos precisam estar formalizados.

Além de ser essencial para controlar a tributação imposta pela Receita Federal, com o CNPJ sua empresa fica mais organizada. Como você deve imaginar, emitir o documento é uma atitude importante para ter sucesso como empreendedor e não pode ser deixado para depois.

Existem vantagens de ter um CNPJ?

Sem dúvidas! A formalização te dá segurança para investir tempo e dinheiro na sua empresa, sem o medo de sofrer com penalizações ou ser descredibilizado no mercado.

Com um CNPJ você pode:

  • Emitir notas fiscais para seus clientes.
  • Recolher seus impostos corretamente.
  • Formalizar a situação dos seus colaboradores.
  • Ficar em dia com a Receita Federal.
  • Aproveitar linhas de crédito.
  • Participar de licitações públicas, caso esse seja um objetivo do seu negócio.
  • Oferecer mais formas de pagamento aos clientes.

A longo prazo, todos esses fatores colaboram para a reputação da sua empresa no mercado e o faturamento no final do mês. Por isso, quanto antes você se formalizar. melhor.

Quais tipos de CNPJ existem?

Sociedade Simples (SS)

Esse tipo de CNPJ é direcionado para quem presta serviços intelectual, técnico ou científico, como arquitetos, médicos ou engenheiros. É preciso ter dois ou mais sócios para se formalizar nesta modalidade. Além disso, o profissional deve registrar um Contrato Social no Cartório Civil de Pessoas Jurídicas em até 30 dias depois da assinatura.

Outro ponto de atenção para a SS é que a atividade específica que consta no Contrato Social deve ser a única desempenhada. Se os sócios decidirem aumentar os serviços oferecidos, a Natureza Jurídica mudará para Sociedade Empresária Limitada.

Microempreendedor individual (MEI)

A categoria MEI surgiu para formalizar trabalhadores brasileiros que desempenham diferentes atividades sem nenhum amparo legal ou segurança jurídica. Qualquer pessoa que desempenhe uma atividade que conste na lista das liberadas e que possua uma receita bruta de até R$ 81.000,00 pode abrir um CNPJ de Microempreendedor individual.

No MEI, a contratação é limitada a um empregado, que deve exercer a atividade declarada. Um ponto de atenção é que o MEI não pode participar como sócio, administrador ou titular de outra empresa. Se você for sócio em outro negócio, precisa escolher outro tipo de CNPJ.

O registro para o MEI é gratuito e pode ser feito online através do site do Portal do Empreendedor. Você pode começar suas atividades imediatamente depois da conclusão do cadastro.

Empresa Individual (EI)

Nessa categoria, o empresário é proprietário da empresa. Até o nome empresarial tem que ser o mesmo do dono, apenas o nome fantasia pode ser diferente. Seguindo a mesma lógica, os bens pessoais são relacionados ao negócio, o que significa que o empresário pode ter todo seu patrimônio pessoal tomado para cobrir dívidas empresariais.

Uma diferença deste CNPJ é que ele não possui Contrato Social, porque, como não têm sócios, não precisa ter cláusulas restritivas para a atuação do proprietário. É necessário apenas um Requerimento de Empresário, formalizado com os dados do empreendedor e da empresa.

Essa categoria é mais limitada. Apenas atividade comercial, industrial e mesmo prestação de serviços são permitidas. Profissões intelectuais, artísticas, científicas e literárias não podem ser enquadradas como EI, por exemplo, médicos e advogados por exemplo não podem ser categorizados como EI.

Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI)

A EIRELI é um dos tipos de CNPJ destinados a empreendedores que não possuem sócios. Nesse modelo, os bens pessoais ficam protegidos e são separados da empresa e o nome utilizado é empresarial.

Para abrir uma EIRELI, você precisa ter um capital social de pelo menos 100 salários mínimos vigentes na época da abertura e o prazo para integralização do capital é de 30 dias após o registro. Essa é uma forma de garantir que, caso aconteça a falência do negócio, os credores podem contar com o valor do capital social para ter as contas quitadas.

Os ramos de atuação aceitos neste CNPJ são amplos, envolvendo: rurais, industriais, comerciais e de serviços. Profissionais liberais como médicos, dentistas, psicólogos, advogados, arquitetos e jornalistas podem abrir uma EIRELI. Porém, o dono de uma EIRELI só pode ter uma empresa dessa natureza.

Sociedade Anônima (SA)

Esse CNPJ é muito utilizado em contextos em que, provavelmente, haverá a troca de sócios, porque ele permite que isso seja feito com mais agilidade. A empresa é dividida em ações ao invés de quotas; sendo dividida entre Sociedade Anônima de Capital Fechado e Sociedade Anônima de Capital Aberto.

Na Sociedade Anônima de Capital Fechado a empresa precisa negociar suas ações procurando investidores de forma privada, oferecendo suas ações para fundos específicos. Já na Sociedade Anônima de Capital Aberto são oferecidas ações no mercado de valores mobiliários, como bolsas de valores, por exemplo. Essa segunda opção exige a autorização ao governo concedida pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O documento que estabelece uma S.A é um Estatuto. Sócios e acionistas têm responsabilidade limitada de acordo com o preço de emissão das ações adquiridas. Isso serve para que o patrimônio pessoal dos acionistas não se confunda com o da empresa.

Sociedade Empresária Limitada (LTDA)

A Sociedade Empresária Limitada é uma empresa formada por dois ou mais sócios que atuam de acordo com o limite do capital social. Aqui, os bens da pessoa jurídica não podem ser confundidos com os dos sócios, independentemente se for o bônus, a distribuição dos lucros ou o pagamento de dívidas e débitos.

A LTDA pode ser formada por dois ou mais profissionais e os sócios não precisam compartilhar da mesma atividade profissional. Essa categoria de sociedade se configura como uma empresa, por isso, deve ser inscrita na Junta Comercial - essa é a principal diferença quanto à Sociedade Simples.

Associações Sem Fins Lucrativos

As associações sem fins lucrativos são aquelas que investem tudo o que é recebido na manutenção da própria estrutura. Elas investem o dinheiro nas atividades delas mesmas e podem estar associadas a causas e ideologias, como Associações de Condomínio e Igrejas.

Sociedade Limitada Unipessoal (SLU)

O diferencial da SLU em relação aos demais tipos de empresa são as vantagens como a possibilidade de ser constituída somente por uma pessoa, apesar de ter “sociedade” no nome. Além disso, o patrimônio da empresa é separado do patrimônio pessoal e não é necessário ter capital mínimo para a abertura.

A SLU é diferente da EIRELI justamente pelo fato de que não possui um capital mínimo de abertura. Outra vantagem é que a Sociedade Limitada Unipessoal permite que você abra mais de uma empresa nesse formato.

Passos para abrir um CNPJ online

Pensar em abrir uma empresa te faz lembrar de toda aquela burocracia e papelada? Pode esquecer! As coisas agora são mais práticas e rápidas. Basta acessar o Portal do Empreendedor para dar início ao cadastro.

O registro de Microempreendedor Individual deve ser feito na tela de formalização. Você precisa instalar o programa da Receita Federal no seu computador, o Receitanet, para emitir o CNPJ. Tenha em mãos os seus dados pessoais, como CPF e título de eleitor para inserir quando for solicitado.

Com o aplicativo instalado, insira todos os dados pessoais dos donos e sócios da empresa. Depois, escolha a opção “gravar para a entrega à Receita Federal brasileira”. Por último, envie as informações pelo menu “documentos” e clique na opção “transmitir via internet”.

Pronto, o processo de emissão do seu CNPJ começou!

Você receberá um documento que comprova que os dados foram enviados. Todo o processo pode ser acompanhado pelo site da Receita Federal, com o número de protocolo disponibilizado no começo do cadastro. O tempo médio para o CNPJ ser emitido é de 5 dias, variando de acordo com o tipo escolhido e a região de abertura.

Use a plataforma de legalização da Company Hero para agilizar os processos de emissão do CNPJ!

Abrir CNPJ é uma atividade que faz parte da rotina dos contadores, advogados e dos profissionais que estão empreendendo sozinhos. Imagine ter uma ferramenta que ajude todo mundo a fazer isso mais rápido? Essa é a função da plataforma de legalização da Company Hero!

Agilizar a rotina dos contadores e advogados é uma das missões da Company Hero. Por isso, oferecemos suporte e sistemas que facilitam os processos de abertura, alteração contratual e emissão documentos.

Ficou interessado nessa facilidade? Então descubra como funciona a plataforma da Company Hero!

Para começo de conversa, ela é muito versátil! Com a ferramenta, é possível dar entrada nos processos preenchendo formulários sobre a empresa atendida. Além disso, dá para consultar o histórico do CNPJ e analisar os últimos ajustes feitos no contrato.

Em cada processo aberto você tem o suporte dos especialistas da Hero para te ajudar a entender as exigências dos órgão públicos - isso facilita sua vida! Com uma equipe de especialistas te ajudando no que for necessário, você tem mais tempo para cuidar de outras questões importantes da empresa, como planejamento fiscal e levantamento de dados para tomada de decisões estratégicas.

Se você é um profissional da área contábil ou advogado, sabe que lidar com vários processos de uma vez pode ser complicado. Nós entendemos a necessidade de melhorar essas questões, foi para isso que a Plataforma de Legalização da Company Hero foi criada.

Ficou interessado nessa ferramenta prática? Fale com a equipe de Heroes e entenda como tirar CNPJ pela internet usando nossa plataforma de legalização. Nossos especialistas estão prontos para te atender.

otavio-hoffmann-company-hero.png
Otávio Hoffmann
Redator

Artigos recentes