Precisa de CNPJ para vender no ifood?

Você sabia que precisa de CNPJ para vender no ifood? Descubra agora como aproveitar a plataforma para aumentar seu faturamento!
 Otávio Hoffmann  |      22/07/2022
Capas-Inscrição Estadual36.jpg

Você sabia que precisa de CNPJ para vender no ifood? Apesar da plataforma ser popular e fácil de acessar, existem alguns critérios para se cadastrar e oferecer seus produtos. Se você está aqui é porque sabe que essa é uma oportunidade de lucrar mais com trabalho. Então, vamos descobrir como fazer isso!

Pedir comida já virou rotina para muitos brasileiros. Seja pela comodidade ou falta de habilidades na cozinha, as pessoas recorrem ao aplicativo na hora de matar a fome. Que atire a primeira pedra quem não fez isso pelo menos na última semana.

Os empresários já perceberam essa demanda e estão aproveitando os recursos do aplicativo. De acordo com a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), em 2021, a presença de pequenos e médios restaurantes cresceu em 27% na plataforma.

Em outras palavras, 84% dos mais de 270 mil estabelecimentos cadastrados são restaurantes em busca de aumentar suas vendas. Ficou ainda mais interessado? Você precisa de CNPJ para vender no ifood e também aproveitar as vantagens de estar em uma das maiores plataformas de entrega de comida online.

Tem como vender no iFood com CPF?

Oferecer a opção de entrega pode aumentar em até 50% o faturamento dos restaurantes, de acordo com o próprio iFood. É uma pena que pessoas físicas não possam usar CPF para vender na plataforma: um dos requisitos básicos para quem deseja se tornar um parceiro é a notificação de um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) válido, mas você pode ser MEI.

Como começar a vender no iFood? Pense na formalização: você precisa de CNPJ para vender no ifood!

A dinâmica do Ifood é parecida com a de uma praça de alimentação online, ou seja, qualquer pessoa com um celular pode baixar o app e encontrar restaurantes com entrega disponível para a sua região.

A proposta para o empreendedor é que ele leve seu negócio para o ambiente virtual e apresente seu estabelecimento da maneira mais atraente possível.

Para vender no ifood precisa de CNPJ, além disso:

  • A empresa deve ter uma conta bancária vinculada com o CNPJ. No caso do MEI, a conta pode ser vinculada ao responsável legal;
  • O administrador precisa ter um computador ou celular com sistema operacional Android para gerenciar os pedidos.

Quais são as taxas cobradas para vender no iFood?

Existem dois planos disponíveis para você escolher: o básico e o entregador. Quem escolhe o Plano Básico repassa uma comissão de 12% para a plataforma sobre cada pedido junto de um percentual de 3,5% dos pagamentos feitos pelo aplicativo.

No formato básico, o restaurante também deverá pagar uma mensalidade de R$100,00 se o faturamento na plataforma for maior que R$1.800,00 por mês. Já no Plano Entregador, o delivery fica por conta do iFood. Nesse caso, a comissão por pedido sobe para 23%, mas o percentual de 3,5% dos pagamentos feitos no aplicativo se mantém e a mensalidade é R$130,00, caso as vendas ultrapassem R$1.800,00 no mês.

Apesar do Ifood estar disponível no Brasil inteiro, o plano Entregador cobre apenas algumas cidades. As duas opções são livres de fidelidade, ou seja, é possível cancelar a parceria a qualquer momento. Verifique se a operação já chegou na sua região antes de contratar o que é mais interessante para você.

Como cadastrar a empresa no iFood?

Cadastrar seu restaurante na plataforma é gratuito! Antes de qualquer coisa, você precisa de CNPJ para vender no IFood. Com esse documento em mãos, basta acessar o site oficial e inserir os dados básicos do negócio. Ainda nessa fase, o responsável pelo estabelecimento deverá escolher um dos dois planos disponíveis: o Básico ou o Entregador.

Logo em seguida, finalize o preenchimento e assine o contrato da parceria. A equipe do aplicativo realizará uma análise do cadastro antes de liberar a criação do restaurante virtual dentro da plataforma.

3 coisas que vão te ajudar a vender mais no ifood

  • Faça boas fotos: Uma imagem vale mais do que mil palavras! No caso do IFood, a foto certa tem o poder de despertar o desejo dos clientes. Capriche nos cliques, mas evite vender uma imagem enganosa do seu produto, afinal, você quer surpreender positivamente o consumidor. Uma dica de ouro para fazer imagens mais profissionais é preparar um cenário que tenha relação com o prato e ficar atento à iluminação. Também vale testar diferentes ângulos do alimento servido. Abuse da criatividade!
  • Capriche nas informações do cardápio: Seja transparente ao compartilhar os detalhes sobre o tamanho da porção e ingredientes. Pense no que os alérgicos e intolerantes precisam saber para não ter problemas. Como estamos falando de venda online, os melhores detalhes da aparência da comida e dos ingredientes devem ficar em destaque.
  • Tenha um cardápio direcionado e objetivo: separar alguns produtos ajuda os clientes a decidirem. Você não precisa replicar o menu completo do negócio no aplicativo, pode selecionar itens específicos, que tenham bastante aceitação e saída para o seu público.
  • Use as promoções e cupons de desconto a seu favor: sabe aquela notificação de cupom que a gente adora receber? O iFood possui uma área exclusiva para as promoções e muita gente começa a pesquisar por essa aba. Vincular o estabelecimento aos descontos promovidos pelo aplicativo pode abrir as portas para que novos clientes cheguem até você.

Antes de publicar qualquer oferta ou opção no cardápio da plataforma, é importante calcular os custos da operação, para entender se é viável estar lá. Viu que é interessante vender pelo aplicativo? Vá em frente! Lembrando que só é possível fazer isso se a sua empresa estiver formalizada, por isso, você precisa ter um CNPJ para vender no Ifood.

Agora que você já entendeu que precisa de CNPJ para vender no ifood, deixe nosso time de Heros te ajudar! Temos uma equipe preparada para acompanhar em todas as etapas da formalização do seu negócio, sempre pensando em como otimizar os recursos e minimizar os gastos!

Clique aqui e converse com a gente!

otavio-hoffmann-company-hero.png
Otávio Hoffmann
Redator

Outros artigos | Abrir CNPJ