Precisa de CNPJ para vender no iFood?

Precisa de CNPJ para vender no iFood?

Pedir comida em aplicativos já virou rotina para muitos brasileiros, tanto pela comodidade quanto por aquela ausênciazinha dos dotes culinários. E quando se fala em app de entregas de comida ou mercado, você lembra primeiramente de qual? Do iFood, com certeza.

Com tantas empresas dentro da plataforma, muitas pessoas se perguntam se precisam de CNPJ para vender no iFood. Afinal, trata-se de um negócio bastante lucrativo. Nos últimos anos, a empresa registrou mais de 60 milhões de pedidos mensais.

Se quiser saber mais sobre como se regularizar e explorar ao máximo a plataforma? Continue acompanhando o vídeo.

Vale a pena vender no iFood?

Segundo a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), a presença de pequenos e médios restaurantes cresceu 27% no aplicativo em 2021.

Mas para vender pela plataforma, existem alguns critérios como o requisito básico de incluir um CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) válido, além de uma conta bancária vinculada a ele e um computador ou celular com sistema operacional Android para gerenciar os pedidos.

Mas de acordo com o próprio iFood, oferecer a opção de entrega no estabelecimento pode aumentar o faturamento em até 50%. Então, sim, vale muito a pena abrir o seu negócio de forma legal para utilizar o app.

Quanto custa abrir CNPJ para vender no iFood?

Se você está começando agora e o seu faturamento anual for abaixo de R$ 81 mil, é possível abrir a sua empresa no regime tributário MEI (Microempreendedor Individual). A taxa a ser paga mensalmente nesse caso é o DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional), uma guia de pagamento que engloba todos os impostos municipais, estaduais e federais. Vale sempre estar por dentro do valor atualizado do DAS para saber quanto vai pagar por mês.

Mas se não for MEI, existem também outros impostos a serem pagos para que possa atuar de forma legal, como a Inscrição Estadual, registro que toda empresa que comercializa produtos físicos precisa ter para emitir notas fiscais e contribuir com o ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços.

Consigo abrir o meu MEI sozinho?

Consegue, sim, mas por se tratar de um processo mais complexo, o ideal é que conte com a ajuda de um contador para não ter erro e evitar qualquer dor de cabeça no futuro.

Quais são as taxas cobradas para vender no iFood?

Existem dois planos disponíveis para você escolher: o básico que repassa uma comissão de 12% para a plataforma sobre cada pedido, junto de um percentual de 3,5% dos pagamentos feitos pelo aplicativo e uma mensalidade de R$100,00, se o faturamento na plataforma for maior que R$1.800,00 por mês.

Já no plano entregador, o delivery fica por conta do próprio iFood. Nesse caso, a comissão por pedido sobe para 23%, mas o percentual de 3,5% dos pagamentos feitos no aplicativo ainda é mantido e a mensalidade é R$130,00, caso as vendas ultrapassem R$1.800,00 no mês.

Uma das principais vantagens em vender no iFood é que o app não tem nenhum tipo de fidelidade, permitindo cancelar a parceria a qualquer instante.

Dicas de como vender mais no iFood

  • Tenha boas fotos no seu cardápio: quando um cliente vai procurar por restaurantes, as fotos enchem os olhos. Fazendo uma boa produção e utilizando a criatividade, é possível deixar o consumidor com água na boca;
  • Capriche nas informações: para acertar no pedido e não ter nenhuma devolução, descreva ao máximo o que for vender, lembrando de destacar os acompanhamentos, tamanhos e ingredientes. Assim, o seu negócio só tende a ganhar avaliações positivas;
  • Use cupons de desconto a seu favor: fique atento às promoções que estão rolando, quem acessa o aplicativo adora ver os descontos do dia, portanto faça um cálculo e se for vantajoso para você, inclua o seu negócio para aumentar a visibilidade e ganhar novos clientes.

A formalização pode até parecer difícil, mas com a ajuda de especialistas você vai tirar de letra e no futuro vai ver que atuar de forma legal é o melhor caminho.

Se tiver alguma dúvida sobre o assunto, chame um Hero no chat!

Destaques no Blog

Acompanhe dicas sobre escritório virtual e negócios

o-que-e-escritorio-virtual

O que é escritório virtual? Entenda tudo sobre a solução.

Escritório virtual é um serviço que ajuda sua empresa a fazer negócios em qualquer lugar. Entenda como usar endereço fiscal, comercial, correspondência e muito mais.

Por-que-escritório-virtual-é-a-solução-ideal-para-pequenas-empresas

Por que escritório virtual é a solução ideal para pequenas empresas

Pequenas empresas têm optado pelo endereço virtual, que garante menos custos e ainda oferece outros serviços para empresas. Saiba mais aqui.

Endereço-virtual-para-empresas-5-cuidados-que-você-precisa-ter

Endereço virtual para sua empresa: veja 5 dicas

Conheça dicas essenciais antes de alugar um endereço virtual para sua empresa.

O melhor conteúdo na sua caixa de entrada

News da Hero

Inscreva-se na nossa newsletter e fique atualizado com dicas e conteúdo sobre negócios, inovação e empreendedorismo.

banner-assinar-news02.png