Mudança de emprego: 8 dicas de segurança e planejamento

Veja as dicas da Hero para quem busca uma mudança de emprego estável e precisa lidar com o medo do novo desafio.
 Lara Zanesco  |      29/09/2023
Capa-Q3-Protecao-Renda17.jpg

Muitas pessoas se pegam, em algum momento da vida profissional, pensando “quero sair do meu emprego, mas tenho medo”. Esse sentimento é bastante comum e pode surgir nos profissionais por diversos motivos.

Em algumas situações, a mudança de emprego pode ser revertida para manter o cargo atual e a estabilidade, mas, em outras, essa pode ser a melhor escolha profissional e pessoal que você pode fazer.

Mas mudar de trabalho também implica começar algo novo, assumir um novo risco e novas responsabilidades. Será que estou pronto para o mercado? Vou encontrar vagas? Como pagar as contas?

Todas essas questões podem causar medo e insegurança, fazendo com que muitas pessoas continuem em empregos que, além de não fazerem mais sentido com suas aspirações profissionais, podem estar prejudicando sua saúde.

Neste conteúdo, vou te dar dicas para entender qual a sua situação atual e como planejar a mudança de emprego de forma segura! Continue comigo e veja como dar esse próximo passo na sua carreira.

Quando é a hora de sair do emprego?

A primeira coisa a se fazer quando você quer sair do seu emprego é entender se realmente é necessário e se é o momento. Como assim? Eu explico.

Por exemplo, se você está tendo muitos problemas com um colega de equipe e isso está te prejudicando profissional e pessoalmente, a demissão não é a única resposta necessariamente. Você pode recorrer à equipe de gestão para expor a situação e solicitar ajuda para resolver a questão. Em muitos casos, isso pode dar certo e você não precisa sair de um lugar que gosta.

Mas há situações que não são tão simples assim. Por isso, listei alguns casos em que a melhor resposta pode ser mudar de emprego:

  • quando a gestão da empresa não oferece suporte;
  • quando a remuneração não é compatível com seu desempenho;
  • quando não há clareza e transparência quanto ao crescimento na empresa;
  • quando os conflitos interpessoais ultrapassam o âmbito profissional;
  • quando a comunicação não é efetiva entre os diversos níveis da empresa;
  • quando seus níveis de estresse com a alta demanda estão elevados;
  • quando perceber sintomas de Burnout;
  • quando a cultura da empresa não faz sentido para você.

Existem diversas questões a se considerar na hora de decidir entre sair ou não do seu emprego atual.

Em geral, o trabalho deve fazer algum sentido com suas metas pessoais e não pode impactar negativamente no seu bem-estar. Considere esses fatores para tomar essa decisão.

Como saber se vale a pena mudar de emprego?

Suponhamos que você percebeu que a melhor escolha é sair do seu emprego atual. Agora, precisa entender se vale a pena mudar de trabalho neste momento. Para isso, você pode considerar fatores como:

  • quais outras opções trabalhistas você tem;
  • se quer se manter na mesma área ou não;
  • se tem qualificações para se destacar no mercado;
  • quais alternativas, caso não encontre um novo emprego de cara.

Quando você tem um cenário de maior estabilidade e segurança, fica muito mais fácil fazer essa transição sem colocar de risco as suas finanças e o bem-estar seu e da sua família.

Veja, no próximo tópico, o que você pode fazer para se preparar para uma mudança de emprego.

Como perder o medo de sair do emprego?

Para que você possa mudar de emprego com mais segurança, preparei 8 dicas de como planejar a mudança de emprego sem medo. Todas essas dicas são pensadas para você realizar antes de pedir demissão, ou seja, um planejamento para a troca de emprego.

Veja quais são:

1- Defina critérios básicos que sua nova vaga tem que atender

Uma vez que você sabe por que está saindo do seu trabalho atual, é hora de estabelecer o que você busca no novo emprego. Certamente, não quer lidar com as mesmas questões que teve que enfrentar anteriormente, por isso deve ter clareza desses pontos.

Defina critérios como:

  • média salarial desejada;
  • modalidade de contrato (CLT ou PJ);
  • dias e horário de trabalho;
  • tamanho da empresa;
  • benefícios, entre outros.

👉 Pode te ajudar: A partir de qual salário compensa ser PJ?

2- Tenha clareza sobre a função que você quer ocupar

Se você quer se manter na mesma função que atua, precisa saber o que o mercado espera para essa posição. Quais qualificações necessárias, tempo de experiência, entre outras coisas. Isso é essencial para direcionar suas buscas e entender se precisa desenvolver alguma habilidade.

Se quiser trocar de área, também precisa saber para onde quer ir e focar nessas vagas na hora de fazer suas pesquisas.

3- Crie uma reserva de emergência

A reserva de emergência deve suprir cerca de seis meses dos seus custos de vida. Dessa forma, caso você não encontre um novo trabalho antes de sair do atual, continua conseguindo arcar com as suas despesas.

Para isso, você precisará de mais tempo de planejamento, caso ainda não tenha essa reserva em desenvolvimento. Uma forma de acelerar o processo é buscar fontes de renda extra, como freelas, indicação de produtos online e por aí vai.

4- Busque novas qualificações

Além de se qualificar para atender as demandas das vagas, manter a atualização das suas especializações mostra comprometimento com a sua carreira e desenvolvimento. Isso pode ser visto como um grande diferencial para as empresas contratantes.

Faça cursos que possam melhorar suas habilidades técnicas e comportamentais também.

5- Pesquise por vagas antes de pedir demissão

Agora, é hora de pesquisar por vagas que se adequem ao que você busca e conseguir entrevistas. É interessante fazer isso antes de trocar de emprego para garantir estabilidade e segurança.

Mas lembre-se de manter sua responsabilidade com seu cargo atual. Caso seja aprovado em alguma entrevista, peça um prazo para assumir a função de forma que possa comunicar a empresa atual com antecedência antes de você sair.

Assim, além de sair deixando uma porta aberta, você evita que os colaboradores que ficam tenham problemas com organização das demandas que estavam sob a sua responsabilidade.

6- Revise seu currículo

Outro passo importante é atualizar seu currículo, especialmente se está no seu atual trabalho há bastante tempo.

Analise as informações, atualize com as experiências da sua função atual e cursos que possa ter feito desde o último uso.

Confira se as informações estão claras e fazem sentido com as vagas que você está buscando. Uma dica é destacar as suas habilidades que mais fazem sentido com a oportunidade que você está buscando.

7- Considere um seguro de renda

O seguro de renda funciona de forma parecida com o auxílio-doença do INSS. Ele te paga um valor diário pelos dias que você não puder trabalhar por conta de uma doença ou acidente. Assim, você garante sua renda naqueles dias que não está bem e não consegue atuar. Um ponto positivo comparado ao auxílio do INSS é que o seguro protege sua renda real.

💡 O Hero Proteção de Renda, por exemplo, paga até R$ 9 mil por mês para o segurado, conforme comprovação de renda!

👉 Aproveite para fazer uma simulação do seu Seguro Renda Protegida agora mesmo!

8- Prepare-se para as entrevistas

Planejamento feito, vagas encontradas e filtradas? É hora de se aplicar para as oportunidades que você encontrou!

Para se planejar, você precisa estar a par da vaga que está se candidatando. Confira os requisitos e analise quais das suas habilidades (técnicas e comportamentais) suprem as necessidades da contratante.

Também é importante conhecer a empresa. Atualmente, a maioria tem sites onde você pode conhecer melhor os produtos e serviços, além da história da empresa e, por vezes, uma página de carreiras.

Gostou das dicas? O blog da Hero tem mais dicas que podem te ajudar a mudar de emprego de forma segura. Veja nosso conteúdo de como convencer uma empresa a te contratar!

Lara-Zanesco
Lara Zanesco
Especialista em Conteúdo Digital focalizada em SEO, com experiência em materiais para blogs, sites B2C e B2B, há mais de três anos atuando no mercado a nível nacional.

Artigos recentes