Campus Inc agora é Company Hero! Nova marca e soluções para sua empresa, sempre simples, online e sem burocracia.

Empreendedor trabalhando em casa: manual de sobrevivência para a sua empresa

Essa não é a primeira crise que você já enfrentou. Mas está sendo desafiador para muitos negócios se reinventar e vender mais em meio a isso tudo.
 Frederico Foini  |      11/04/2020empreendedor-em-casa

Essa provavelmente não é a primeira crise que você enfrentou na sua vida profissional. Aqui no Brasil, já passamos por pelo menos 3 crises diferentes e estamos vivendo mais uma, com a pandemia do coronavírus.

Se você tem uma empresa, provavelmente já divulgou seu produto ou serviço, ou pelo menos já teve dúvidas do que fazer como ação de marketing para manter seus clientes ativos e engajar novas pessoas.

Mas a internet transformou totalmente o jeito de fazer marketing nos últimos anos, e o chamado marketing digital é bem diferente do tradicional.

Por isso, neste artigo vamos falar sobre:

  • Essas mudanças e como se adaptar a elas, tocando seu negócio de casa
  • Dicas reais sobre como trabalhar remotamente
  • O novo marketing e o que você precisa conhecer para aumentar suas vendas, 100% online

Em resumo: vamos falar sobre o que você pode fazer para não deixar sua empresa morrer nessa crise - e como a internet vai te ajudar com isso.

Em primeiro lugar, como se ajustar ao trabalho remoto?

Ter que trabalhar em home office pegou todos de surpresa. Apesar disso, já é uma realidade para muita gente.

Na prática, mais de 30% da geração da década de 2010 prefere trabalhar em casa. Foi o que mostrou a pesquisa “Connected World Technology”.

Apesar disso, o relatório “State of Remote Work” mostra que o sentimento de solidão e de sentir falta da comunicação colaborativa também são comuns aos que já trabalham em home office.

É importante saber driblar essa sensação, principalmente em tempos de quarentena. Por isso, aqui vai um resumo com pequenas dicas:

Se organize: arrume o seu espaço de trabalho com equipamento e iluminação adequados e evite ser multitarefas, misturando o que é pessoal e profissional.

Mantenha a cultura da sua empresa: É importante manter práticas e valores da sua empresa, mesmo em casa. Isso pode continuar sendo nutrido por meio das ferramentas certas, desde que você e sua equipe mantenham a proatividade e a troca de ideias na rotina.

Veja a seguir um infográfico com algumas ferramentas para te ajudar a trabalhar em home office.

5 ferramentas para trabalhar remotamente com sua equipe

ferramentas-trabalho-remoto

Fonte: Company Hero

Dica: veja este outro post sobre como melhorar a sua imagem profissional trabalhando em home office!

Trabalho remoto: como encarar a nova realidade e ter espaço no mercado cada vez mais digital

Além das ferramentas e práticas corretas, você também precisa de outros fatores para manter a sua empresa funcionando bem e vendendo nessa crise. Junto com o home office, o marketing digital também virou uma palavra bem comum, não é?

É possível que você, “passeando” pelas redes sociais, já tenha visto agências divulgando o potencial dos resultados deles e os novos modelos de marketing online.

Mas em alguns casos essas promessas de marketing digital acabam sendo vagas e confusas, com conteúdos muito repetitivos por aí.

Um fato precisamos encarar: os modelos de negócio e o jeito de fazer marketing de décadas atrás não são compatíveis com a cara e as demandas do mercado, hoje.

Novos conceitos e tendências surgiram em todo o mundo, fortemente apoiados nas novas tecnologias.

Você não pode ignorar que:

  • Precisa manter seus clientes e os processos do seu negócio rodando enquanto o mundo se obriga a conectar-se de forma virtual, nesse momento
  • Precisa continuar ganhando dinheiro e manter fluxo de vendas, independente do isolamento e da crise
  • Ganharia muito tempo e economizaria esforço se tivesse um processo automatizado que gerasse contatos quentes (os bons leads) e aumentasse as oportunidades para você vender, sem precisar do seu acompanhamento diário

E como dar conta disso?

Estratégia digital e sua importância para manter clientes e vender mais na crise

Talvez o que distancie pequenos e médios empresários de agências de marketing digital é a confusão que geram sobre diversos critérios, métodos e dados.

Fica a impressão de que as campanhas digitais podem ser necessárias e muito bonitas, mas não vão mudar os resultados do seu negócio, de fato. Nós sabemos disso.

Mas a verdade é que, mesmo estando remoto, não dá para fugir da era digital para manter seu negócio vivo nessa fase.

É por isso que queremos esclarecer as mudanças no marketing nos últimos anos.

Marketing tradicional X Novo marketing

Até 15 anos atrás, o marketing das empresas era muito focado nos 4 Ps (produto, preço, praça e promoção) e na pessoa do vendedor. Hoje, não temos como negar que personalização e conteúdo é tudo.

Como assim?

As ferramentas e as estratégias digitais, hoje, têm a função de gerar troca entre empresas e pessoas. E levar os conteúdos certos (artigos, vídeos, planilhas ou cursos) a pessoas que podem se interessar por eles.

É aí que está o segredo da venda pela web. É que o marketing digital te dá a chance de acompanhar o seu potencial cliente ao longo das fases da jornada de compra, que estão relacionadas às fases da estratégia chamada inbound marketing.

As 4 fases do da Jornada de Compra do visitante virtual

  1. Aprendizado e descoberta (Topo do Funil): é a fase em que a pessoa identifica “sintomas” de um determinado problema ou necessidade que ele tem. Nesse momento, um visitante das redes sociais ou página web da sua empresa passa a ser um “curioso”, e consome conteúdos sobre o que você pode informar
  2. Reconhecimento do problema (Meio do Funil): nessa fase o usuário digital já entende mais sobre o tema, conhece o “nome” do problema ou necessidade dele e busca informações mais específicas
  3. Consideração da solução (Meio do Funil): aqui, o usuário digital já passa a ser um potencial cliente para a sua empresa, e está comparando algumas opções que o mercado oferece como solução para seu problema
  4. Decisão de compra (Fundo do Funil): o potencial cliente já sabe o que precisa, e alguns critérios como preço, termos e condições, atendimento e abordagem de venda ou benefícios adicionais serão levados em consideração para ele decidir pela compra.

Depois de executar uma boa estratégia de inbound, também é muito importante acompanhar a curva de crescimento com a entrada de novos leads num dashboard.

dashboard-estrategia-digital

Fonte: Company Hero

Esse é o cenário de uma empresa que consegue acompanhar usuários da web ao longo da jornada de compra, do topo para o fundo do seu funil, de maneira automatizada, otimizada e com base em dados, o que favorece muito a conversão assertiva em Vendas.

Essa é uma das muitas características que fazem o marketing digital ser bem diferente do tradicional.

“Será que eu preciso dessa estratégia na minha empresa?”

Sabendo organizar e implementar a estratégia online adequada para sua empresa, a união do marketing digital com o uma boa estratégia inbound pode ser o aliado e herói que você procura nessa fase de crise.

Esperamos que o artigo tenha te ajudado bastante nessa fase. Lembre-se: ferramentas certas, organização e estratégias de marketing corretas vão tirar a sua empresa dessa fase de incertezas!

Conheça mais sobre os produtos de marketing digital e as opções que temos para te ajudar a impulsionar e crescer com seu negócio!

foto_fred.png
Frederico Foini
Copywriter - Company Hero