Como abrir um negócio gastando pouco (ou com pouco dinheiro)

Com a crescente digitalização, abrir um negócio gastando pouco tornou-se uma possibilidade real para muitos pequenos e médios empreendedores.
 Otávio Hoffmann  |      21/04/2021como-abrir-um-negócio-gastando pouco

Abrir um negócio gastando pouco é a grande meta de toda pessoa que decide empreender. A vida de empresário não pode ser uma aventura ou um sonho, ela precisa de planejamento, dedicação, conhecimento e ajuda especializada também, claro.

Com o uso cada vez maior da internet, as pessoas encontram nos negócios digitais um grande potencial. E estão corretas. Da loja física à loja virtual, passando pela prestação de serviços e outras modalidades, tudo é possível.

No entanto, saiba que a presença na internet é imprescindível para seu sucesso, independente do seu ramo de atuação.

O Brasil é um país repleto de empreendedores. São pessoas que se arriscam para correr atrás de um sonho, de um propósito de vida, que pode ser a independência financeira, oferecer melhores condições para sua família ou aquele sentimento profundo de “mudar o mundo”.

Segundo o Mapa de Empresas, divulgado pelo Governo Federal, mais de 3.359 milhões de empresas foram abertas no país em 2020. A maior parte delas são de comércio de vestuário e acessórios.

O que se pode tirar de lição deste fator é o sangue empreendedor que corre nas veias do brasileiro.

Como a inspiração de muitas pessoas se dá por cases de sucesso de grandes empresas, os novos empresários pensam que para abrirem suas empresas precisam de muito dinheiro para investir.

Se você tem muito dinheiro para abrir seu negócio, é uma barreira a menos para começar. Mas hoje em dia ter muito dinheiro não é a única forma de ter sucesso ao começar sua empresa.

É isso o que vou te mostrar no artigo de hoje.

Motivação para abrir um negócio: a necessidade de formalização

O acréscimo de empresas abertas em 2020 foi de 6,0% em relação ao ano anterior.

Impulsionados pela crise causada pela pandemia do novo coronavírus, muitas pessoas, por escolha própria ou por não terem outra opção, passaram a empreender. Algumas delas sem formalização.

Por isso, a primeira etapa para abrir uma empresa que prospere sem problemas fiscais ou limitações e gastando pouco é buscar formas de economizar seu tempo - e dinheiro - na formalização do seu negócio.

Muitas vezes, dependendo do seu ramo empresarial, será necessário contratar um contador.

Ele vai ajudar você a tomar as melhores decisões em relação a tudo o que diz respeito à contabilidade de sua empresa, como o regime tributário, o tipo de empresa, impostos a pagar e planejamento tributário.

O papel técnico e consultivo do contador complementa soluções apresentadas por outras empresas, como a Company Hero.

Os serviços de legalização de empresas, como abertura de CNPJ, são oferecidos como suporte aos contadores que querem garantir mais agilidade aos seus clientes.

Para começar a empreender dentro do que regulamenta a lei, é importante que você tenha conhecimento de algumas informações preliminares e dos passos a serem dados em conjunto com seu contador, caso você já tenha um.

Natureza jurídica, Porte, Capital Social e Impostos: você precisa conhecê-los

Durante o processo de abertura de empresa você terá que lidar com estes termos, muito comuns no mundo empresarial.

Veja um resumo sobre eles, para que você já consiga vislumbrar onde sua empresa se encaixa:

conceitos-abrir-empresa-gastando-pouco

Esses conceitos apresentados servem para que você sente com o contador já ciente do que virá. Assim como o plano de negócios feito anteriormente à fundação da empresa, o planejamento tributário é essencial para que sua empresa seja bem gerida e conquiste o sucesso.

Escolhendo um negócio lucrativo e barato

Agora que você já entendeu a parte preliminar para abrir sua empresa, podemos focar na principal dúvida que te trouxe aqui, que é abrir um negócio gastando pouco.

Esse passo deve ser feito após você definir em qual ramo pretende atuar e validar esta ideia estudando o mercado, seus concorrentes, fornecedores e possíveis clientes.

A partir disso você conseguirá mirar os custos envolvidos no negócio.

Para ajudar você nesse pontapé inicial da vida de empresário ou empresária, trago as palavras e o exemplo do CEO e sócio-fundador aqui da Company Hero, Miklos Grof.

Para ele, a etapa de planejamento é a mais importante para começar um negócio: “É preciso entender (o negócio) antes de construir, analisar tudo e só então investir”.

Agora pegue papel e caneta e anote a dica a seguir, que diz respeito à gestão financeira de sua empresa.

A dica do Miklos é para que as empresas encontrem o Mínimo Produto Viável (MVP em inglês) para iniciarem seus negócios.

O MVP consiste em encontrar o gasto mínimo para que seu produto se insira no mercado, sem causar prejuízos financeiros além do que você pode arcar.

Com isso em mãos, você estará pronto para dar o passo adiante, que é tirar tudo do papel e, com paciência e muito suor, colher os frutos do preparo.

Mas se você ainda tem dúvidas sobre negócios que custam pouco e possuem um bom mercado a ser explorado, nós separamos algumas dicas.

Dicas de negócios para empreender gastando pouco

A gama de produtos e serviços que custam pouco e conseguem atender demandas da população são muitas.

Algumas áreas já consolidadas, como Tecnologia da Informação, Consultoria e Marketing Digital possuem grande demanda.

Além delas, existem outras que surgem diariamente, com as constantes mudanças no comportamento dos consumidores.

Se você já tem algo em mente para começar a empreender, então ótimo! Pode passar para a próxima etapa do artigo e abrir sua empresa.

Mas se você ainda tem dúvidas, vale ler a lista que preparamos com algumas sugestões de profissões que estão em alta, custam pouco e dão ótimo retorno financeiro.

Alguns exemplos são:

  • Vender produtos em marketplaces: por não necessitar de estoque, essa solução vem ganhando muito espaço. Você pode anunciar seu produto em sites como Amazon, Mercado Livre, Magazine Luiza e pagar somente uma comissão a eles;
  • Venda de comida caseira (marmita): com tanta gente trabalhando de casa, mas sem tempo para cozinhar, existe uma demanda crescente para quem faz uma comida gostosa e quer empreender nesta área:
  • Produtor de conteúdo online: esse tipo de profissional é muito valorizado, pois consegue encontrar soluções que ajudem outras empresas a venderem mais.

Existem muitas e muitas outras opções para você escolher. Esta lista é somente para plantar uma sementinha e mostrar que tem espaço para todo brasileiro que, como mostrado no início do artigo, tem o dom para o empreendedorismo.

E se você já possui uma ideia de negócio e está querendo dar os primeiros passos, pode conferir o artigo que produzimos com dicas para aumentar a visibilidade de sua empresa com pouco investimento!

Dica extra: cuide bem dos seus clientes e não esqueça o marketing digital

Depois de abrir o seu negócio, você deve ter consciência de que o trabalho é longo até o sucesso e a lucratividade.

Até lá, reinvista o dinheiro conquistado no próprio negócio.

Além disso, cuide muito bem de seus clientes, trate-os bem e mantenha o relacionamento próximo com eles, inclusive no pós-venda.

E não esqueça de sua imagem na internet. Foque no marketing digital para conquistar novos clientes, através das redes sociais.

Para saber mais como o marketing digital pode ajudar no seu crescimento, confira este artigo em nosso blog:

👉Presença digital do seu negócio: o que é e como melhorar

Não esqueça, portanto, das etapas fundamentais para abrir um negócio gastando pouco:

  • Montar um bom plano de negócios para validar sua ideia;
  • Buscar auxílio de um contador e empresas especializadas em abertura de empresa;
  • Formalizar sua empresa para estar dentro da lei;
  • Cuidar do planejamento tributário e demais finanças;
  • Investir em relacionamento e marketing digital.

Precisa de ajuda em alguma dessas etapas? Conte com a Company Hero para abrir sua empresa de um jeito fácil, simples e 100% online.

hoff.png
Otávio Hoffmann
Conteúdo - Company Hero